Ser feliz (Parte 3)

Mateus 5:4: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.”

Ser feliz é ser manso! Jesus continua sua explanação sobre a felicidade dizendo que esta consiste em ser capaz de oferecer mansidão aos outros. Meditando sobre essa verdade, lembramos nas nossas calopsitas. Temos duas. Um casal. O macho é manso, já veio assim. Ele é dócil, calmo, carinhoso, aceita o contato e ama receber um carinho e interagir. Já a fêmea, não veio amansada. Então ela dá um trabalho enorme! Quando chegamos perto dela, ela já se arma e dá o bote. Todos nós lá em casa já quase perdemos o dedo, tentando chegar perto dela. Ô bichinha difícil e arisca! Ela é tão bonita, mas afasta as pessoas.

Ser manso, ao contrário do que muitos pensam, não é ser bobo, covarde ou não saber se posicionar. Ser manso é ter o controle sobre seus instintos, temperamentos e atitudes. Porque, assim como os outros animais, nós temos instintos que nos levam a sermos pouco sociáveis, agressivos ou ficarmos sempre na defensiva. A pessoa mansa, já aprendeu que pode se controlar, que não precisa atacar quando for ofendida e que não precisa se defender o tempo inteiro. Ser manso é aprender que não é necessário ser tão reativo. Não é necessário responder com ódio ou hostilidade a quem nos faz mal ou mesmo a quem não age de acordo com aquilo que esperamos.

Mas, surge a pergunta: como desenvolvermos mansidão? Quem já tentou amansar um animal sabe que esse processo requer paciência e dedicação. É um trabalho diário. Amansar a nossa alma e controlar o nosso temperamento é trabalho árduo. Requer determinação. Mas, também, requer um dono que o faça. Nós também temos um dono. E ele diz para nós: “Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração”. (Mateus 11.29).

É andando com Jesus diariamente que aprenderemos a controlar nossos instintos mais animalescos e maléficos: nossa língua ferina, nossa agressividade gratuita, nosso egoísmo sagaz, nossa impaciência crônica. Temos que andar com ele, insistir em continuar treinando os valores que ele nos ensina.

E por que isso nos fará feliz? Porque, disse Jesus, os mansos herdarão a terra. Interessante notar que naquele tempo a terra era conquistada pelos homens mais violentos. Mas, para Jesus, não é a violência que gera conquistas, mas a mansidão. A violência e a agressividade afastam e oprimem as pessoas. A mansidão as une. Para Jesus, ser feliz é ser capaz de agregar os outros, para gerar conquistas coletivas.

Em que espaços da sua vida, a mansidão se faz mais necessária? Que conquistas você tem perdido porque lhe falta mansidão? Que pessoas você afasta por causa da agressividade ou comportamento defensivo exagerado?

Pr. Heleénder e Anna Eliza

Faça a sua Reserva